Mobilidade Urbana – Novos projetos do Plano Diretor não correspondem às reais necessidades da população

População pede melhorias na operação do transporte coletivo enquanto motoristas acham que novos meios de transporte coletivo devem ser explorados.


O projeto que começa a tramitar na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal, são propostas que constam na atualização do PD de Goiânia.

Além de aumentar a quantidade de vias que devem receber obras para adaptação a corredores exclusivos ou preferenciais, a proposta cria a figura de corredores estratégicos. Estes não terão vias prioritárias aos ônibus, mas serão utilizadas para a criação de linhas e a criação de pontos de embarque e maior frequência de viagem. Quanto aos corredores exclusivos, a prefeitura pretende dobrar em relação ao atual.

A proposta para o plano diretor, está disponível no portal da Câmara municipal, no site www.goiania.go.leg.br/plano-diretor

O projeto de lei, visa aumentar os corredores para ônibus e, consequentemente, incentivar a criação de estacionamentos privados e implantação de estacionamentos públicos para veículos comuns.
 

A Prefeitura de Goiânia busca promover melhorias na mobilidade urbana da cidade, para isso, pretende diminuir espaço para estacionamentos nas ruas, aumentando assim os corredores de ônibus e ciclovias. 

 Todos os cidadãos serão impactados com as mudanças. Parte da população concorda com o plano, mas para alguns usuários do transporte coletivo e motoristas, as mudanças não trarão melhorias. Principalmente se as empresas concessionárias do transporte coletivo não conseguirem se adequar.


No Terminal Praça da Bíblia, alguns usuários do transporte coletivo opinaram sobre o projeto, afirmando que nesta atual conjuntura, existem outras prioridades para a população, tratando de mobilidade urbana.

De acordo com os passageiros, estas mudanças previstas não atendem às reais necessidades dos goianienses, Maísa Costa, 58, que utiliza o transporte coletivo todos os dias para trabalhar, diz que “Primeiro a prefeitura deveria pensar em melhorias dos terminais e no transporte público em geral”. 

Terminal Praça da Bíblia – Usuários consideram o serviço ineficaz. Foto: Paulo Henrique Dias

Já a estudante Rebeca Leni, 18, que também é usuária assídua dos ônibus de Goiânia, diz não saber se esta situação do transporte coletivo na cidade vai melhorar, mas afirma que “Está faltando ônibus e eles estão sempre cheios e demoram muito para chegar. ”

Para o radialista Daniel de Paula, que percorre por diversas vias de Goiânia diariamente, “é importante a gente buscar melhorias para o transporte coletivo. É um transporte que leva mais pessoas, diminui o fluxo de veículos pequenos, que acarreta um grande número de carros nas ruas, mas a prefeitura deve investir em BRT, em VLT, em metrôs e em transportes que levem mais pessoas ao mesmo tempo, diminuindo as filas e o tempo de espera”.

Um motorista de ônibus que preferiu não se identificar, avalia que falta educação no transito, quanto aos corredores exclusivos. “as  melhorias nunca vem por parte da empresa e os corredores não melhoram o trânsito, a população não deixa de estacionar nas vias exclusivas para ônibus e vários carros trafegam lentamente, atrapalhando a passagem dos mesmos”.

O secretário de planejamento urbano, Henrique Alves, considera que as melhorias dependem das contrapartidas das concessionárias do transporte coletivo. “A concessão de transporte coletivo é metropolitana. Já existe uma licitação feita, e no contrato com as empresas, já estabeleciam as contrapartidas para a exploração dos serviços. A implantação dos corredores é responsabilidade do poder público, não das empresas. ”


Quando questionado sobre o prazo da implantação dos corredores e ciclovias, o secretário alegou que “O Plano Diretor não estabelece um prazo. Ele estabelece políticas púbicas, que as gestões, no prazo de dez anos vão ter que seguir. Depende de gestão e de recursos para que esse investimento seja feito”.


Reportagem: Vinícius Marques, Weronica Estevan, Lusia Couto, Paulo Henrique Dias

Araguaia Online - Equipe

Read Previous

Mostra Botânica

Read Next

Primeiras chuvas da primavera amenizam queimadas, mas número de incêndios batem recorde na Amazônia e no Cerrado