Faculdade Araguaia discute o tema inclusão na educação

II Seminário Estadual de Educação Inclusiva será realizado 20 a 22 de setembro e é aberto à comunidade em geral

Texto: Allyne Mendes

Edição: Profa. Viviane Maia

A Faculdade Araguaia, por meio do Núcleo de Estudos sobre o Ensino para Pessoa com Deficiência – Inclui, realiza o II Seminário Estadual de Educação Inclusiva, no período de 20 a 22 de setembro, na unidade Bueno e no auditório do Colégio Téo. Nesta segunda edição, o evento vai tratar do tema Inclusão, Educação e Sociedade. O evento é destinado a profissionais e professores da área da educação, além de familiares de pessoas com deficiência e à comunidade em geral. As inscrições podem ser feitas até no dia da abertura do Seminário.

De acordo com os organizadores, a iniciativa surgiu por conta da necessidade de compreender e debater os processos de inclusão na educação, pela relevância do tema e pelo grande interesse da comunidade. “Estudar Educação Inclusiva é um assunto que se faz urgente em nossa sociedade, dada a importância do tema para a construção da cidadania plena e o respeito à diversidade e ainda à necessidade que os diversos profissionais da área sentem de aprofundar no conhecimento sobre o tema”, explica a professora Paola Carloni, coordenadora do Inclui e também do evento.

Histórico

Em maio de 2017, a Faculdade Araguaia realizou o que seria a primeira edição do Seminário Estadual de Educação Inclusiva. A procura pelo evento foi muito intensa, tendo mais de 500 inscrições nos primeiros dez dias. Na ocasião, as inscrições foram encerradas por falta de vagas para comportar todos os interessados. Então, percebeu-se a necessidade de realizar mais eventos sobre inclusão ainda em 2017. Desta forma, optou-se pela realização do II Seminário Estadual de Educação Inclusiva para o segundo semestre de 2017.

Programação

20 de setembro

Local: Colégio Teo

18h – 18h45: Credenciamento

18h45 – 19h15: Abertura

19h15 – 22h: Conferência de abertura Inclusão, Educação e Sociedade, com Dr. José Leon Crochik (professor da USP)

 

21 de setembro

Local: Unidade Bueno da Faculdade Araguaia

18h – 19h: Apresentação de pôsteres

19h – 22h: Minicursos e oficinas

 

22 de setembro

Local: Colégio Teo

18h – 19h: Apresentação de pôsteres

19h – 22h: Mesa-redonda Inclusão e Processos de Ensino, com as professoras Dra. Luciene Dias, Ma. Tainá Dal Bosco e Ma. Geane Santos.

 

Serviço

II Seminário Estadual de Educação Inclusiva
Data: 20, 21 e 22 de setembro de 2017
Horário: 18h às 22h
Local: Auditório da Faculdade Araguaia (Av. T-10 nº 1.047, Setor Bueno) e auditório do Colégio Téo (Av. T-3 nº 2316, Setor Bueno, Goiânia).
Informações:  inclui@faculdadearaguaia.edu.br ou Faculdade Araguaia (3274 3161)

Criatividade e inclusão são temas de palestra para alunos de Jornalismo e Publicidade

Redator criativo responsável pelas campanhas da Skol – que vem chamando atenção por tratar de
inclusão e diversidade – falará sobre redação, criatividade e inclusão na comunicação

Texto: Ana Paula Bispo
Edição: Viviane Maia

     Como ser criativo na comunicação? Esta resposta e outras dicas serão dadas pelo publicitário
João Vicente Freire durante a palestra Como ser criativo na comunicação: textos, temas e otras cositas
más, que será ministrada nesta sexta-feira, 15 de setembro, das 19h às 22h, no auditório da unidade
Bueno da Faculdade Araguaia. O evento é realizado pela coordenação dos cursos de Jornalismo e
Publicidade e Propaganda e destinado a alunos, professores, pesquisadores e demais interessados da
comunidade em geral. A entrada é franca e as vagas são limitadas. As inscrições devem ser feitas no
endereço https://www.sympla.com.br/como-ser- criativo-na- comunicacao-textos- temas-e- otras-cositas- mas__188231

     Formado em Publicidade e Propaganda pela Universidade Federal de Goiás, o publicitário  vive em São Paulo há alguns anos, trabalha na renomada agência F/Nazca
Saatchi&Saatchi e traz no currículo passagens por grandes agências nacionais e internacionais. Vale
destacar que JV Freire, como o profissional é conhecido no mercado, contribuiu para o
reposicionamento de uma marca da magnitude da Skol (confiram algumas propagandas logo abaixo).
Inquieto e criativo, o publicitário também atua como diretor da Escola Cuca e também é responsável
pelo blog Metido a Cronista.

João
Vicente Freire

Após a palestra, JV Freire participará de um bate-papo com a plateia, que será mediada pelo
professor Rafael Lisita. Também participam da mesa de discussão como debatedores os alunos
formandos Mara Viana (Jornalismo) e Victor Santiago (Publicidade e Propaganda). “Os alunos sempre
pedem por oportunidades de ouvir profissionais do mercado. Então acredito que esta será uma
excelente oportunidade. Espero que todos os alunos e colegas professores possam aprender e
contribuir comparecendo e prestigiando o evento que será um sucesso”, destaca o mediador.

O professor Rafael Lisita ainda acrescenta que “para ser criativo é preciso ser livre e verdadeiro,
teremos muita criatividade e uma história que servirá de exemplo aos nossos alunos que,
independentemente de quais cargos que desejam pleitear em futuros empregos, querem brilhar como
profissionais da área. O João trará insights criativos e compartilhará com o público aquilo que ele
conseguiu construir como redator”.

Serviço

Palestra: Como ser criativo na comunicação: textos, temas e otras cositas más
Data / horário: 15.09 (sexta), das 19h às 22h
Local: Auditório da unidade Bueno da Faculdade Araguaia (Av. T-10 nº 1.047, Bueno)

Inscrições: https://www.sympla.com.br/como-ser- criativo-na- comunicacao-textos- temas-e- otras- cositas-mas__188231

Entrada franca
Vagas limitadas

Another brick in the wall

Uma sala de aula, uma professora, vários alunos, várias visões. Nesse curta, as alunas Caroline e Helena, do 6º período de jornalismo, utilizaram uma linguagem própria do cinema experimental para mostrar alguns elementos que compõem o processo de aprendizagem, sendo que a tecnologia é o que mais se destaca. O objetivo é mostrar que atualmente somos completamente dependentes da tecnologia e se os esses aparelhos eletrônicos deixam de funcionar, nós não sabemos como seguir adiante. Viramos escravos da tecnologia?

Roteiro de um roteiro

O conhecimento pode nos enlouquecer? Assista e descubra. De maneira bem humorada, os alunos de jornalismo do 6º período, sob a orientação da professora Juliana Junqueira, aplicaram os conhecimentos sobre audiovisual e roteiro cinematográfico adquiridos em sala de aula e abusaram da metalinguagem. Eles criaram um roteiro sobre a aula de roteiro. O curta mostra que o conhecimento, em vários momentos, pode nos deixar à beira da loucura, mas depois que refletimos sobre ele, vem a sensação de liberdade e a necessidade de transformar esse conhecimento em algo concreto. Foi o que eles fizeram.

O crime compensa?

 

Curta-metragem criado na disciplina de Audiovisual ministrada pela professora Mestra Juliana Junqueira. O grupo foi composto pelos alunos: Carlos Vince; José Antonio; Nayra Cristina e Watter Lorran. O objetivo é reproduzir uma cena sobre um roubo de celular em sala de aula utilizando os conceitos e técnicas aprendidos em aula como: roteiro; planos; cenas e edição. Contrapondo o roubo de um celular com ideias do cinema mudo.