Empreendedorismo em Goiânia

De acordo com um levantamento realizado pela (Endeavor) Brasil, Goiânia é a
21° melhor cidade brasileira para se empreender no Brasil, e fica em 5° lugar
quando se trata de cultura empreendedora. Segundo a JUCEG (Junta
Comercial do Estado de Goiás), a capital goiana hoje lidera o ranking estadual
de abertura de novos empreendimentos, correspondendo a quase 40% do
total, no período do levantamento realizado pela JUCEG em 2017.

Mas apesar de ser uma capital empreendedora, existem entraves que podem
impedir o sucesso das empresas, a baixa qualificação em gestão empresarial,
por exemplo, é um dos principais entraves para a abertura e a sobrevivência de
um negócio em Goiás. Além da dificuldade de acesso ao crédito, burocracia,
excesso de impostos e outros obstáculos, o principal problema é de gestão.

Para ter sucesso é necessário que o (a) empresário (a) tenha conhecimento de
gestão de financeira, marketing, estoque e atendimento ao cliente.

“Sempre tive desejo de ter uma empresa de aluguel de brinquedos para festas
infantis, mas além de não ter conhecimento em gestão empresarial, não tive
instrução para ter um bom começo” destaca Ana Paula, que hoje atua como
baby-sitter. A capacitação do empresário é fundamental para o sucesso de
qualquer empresa, por esse motivo, entidades privadas sem fins lucrativos
como o SEBRAE, por exemplo, estão investindo na capacitação dos futuros
empresários.

Ana Paula Moraes – Baby Sitter
Foto: Marjore Seckler

Clev Ferreira, também encontrou dificuldades para empreender, mas o
processo de abertura da sua empresa foi diferente “Quando vim de Brasília, já
tinha 10 anos de experiência em salão de beleza, mas trabalhava para os
outros. As clientes foram chegando e percebi a necessidade de começar a
trabalhar com meus próprios produtos, foi então que entendi que minha
empresa já estava em vigor, a partir daí, busquei me qualificar e fui atrás de
cursos e tudo o que eu precisava para me tornar oficialmente um empresário”
afirma.

Clev Ferreira – Empresário
Foto: Marjorie Seckler

A especialista em empreendedorismo Glayce Coimbra, indica para quem tem
interesse em empreender, procurar ter informação sobre o ramo da empresa
escolhida para empreender como por exemplo a localização, o público-alvo e o
mercado consumidor do seu produto. “Para abrir uma empresa, você precisa
ter orientação financeira e estar por dentro das novidades do ramo escolhido”
acrescenta.

Glayce Coimbra – Especialista em empreendedorismo
Foto: Tiago Teixeira

Reportagem: Charles Teixeira, Marjorie Seckler, Gabriel Vieira e Tiago Teixeira
Edição: Altair Tavares

Araguaia Online - Equipe

Read Previous

Com informação e humor, podcast faz importante alerta sobre o sarampo

Read Next

É preciso que nós olhemos para o outro