Parceria da UniAraguaia com o Jornal Diário da Manhã disponibiliza oficinas de formação de professores no DMTV

Redação: Tiago Teixeira

Edição: Ana Maria Morais

A UniAraguaia, em parceria com o Diário da Manhã, tem oferecido um leque de oportunidades que beneficiam o público externo e interno à instituição de ensino. A parceira iniciada em 2019 abriu ainda mais oportunidade de práticas laboratoriais e estágio aos alunos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda. Agora em 2021, desde o início do mês de junho, o público em geral também ganha com essa parceria. É que o Núcleo de Inovação e Tecnologias Educacionais (NITE) da UniAraguaia está retransmitindo as oficinas voltadas para a formação de professores em tecnologias e metodologias ativas no canal do youtube DMTV do Diário da Manhã. Assim, essa parceria torna-se ainda mais importante para a instituição, para o corpo docente e discente. Os interessados podem se inscrever em https://materiais.faculdadearaguaia.edu.br/sala-de-aula-online e assistir pelo Zoom, pelo canal do NITE ou ainda pelo DMTV.
O Jornal Diário da Manhã é um dos grandes pioneiros do jornal impresso no estado de Goiás, sempre buscando inovações para transmitir notícias à população. Por lá já passaram grandes jornalistas do estado. Hoje, a empresa conta também com a participação de estagiários dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da UniAraguaia e publica também artigos de professores sobre temas diversos.
Para a professora Tatiana Carilly, esta parceria é de grande importância, levando em consideração a visibilidade que o DMTV pode alcançar na capital e no estado, e ainda atendendo professores, alunos, a comunidade interna e externa da UniAraguaia. “Ela vem para somar e possibilitar uma comunicação cada vez mais interativa, compartilhada, atendendo os anseios do público e que faça com que eles possam buscar o exercício da cidadania. Então, isso é muito especial, é um veículo que a gente, da UniAraguaia, faz a parceria e sente que os alunos ganham muito com isso, porque enriquece muito”. Hoje, com os novos métodos de ensino remoto usados durante a pandemia, o ensino híbrido se tornou uma grande ferramenta de ensino, transmitindo aulas remotas e presenciais, aplicando a ferramentas tecnológicas a favor do ensino e aprendizado. “É um modelo em que você aproveita para focar em metodologias ativas e colocar o aluno como centro do aprendizado, que é o que a nossa formação de hoje busca, fazer com que o aluno desenvolva não só soft skills, como hard skils; e para desenvolvê-las, principalmente as hard skills, é preciso viver aquele conhecimento, tomar posse deles, criar novas coisas. O ensino híbrido vai ajudar muito nisso também”, reforça Tatiana.
Tatiana também destaca o papel importantíssimo do editor do Diário da Manhã, Hélio Lemes, e toda equipe de professores da instituição dos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, que supervisionam os estudantes inseridos no estágio e também auxiliando nessas novas oficinas, proporcionando aos alunos novos conhecimentos e grandes aprendizagens.
“Para os alunos é interessante, porque além de poderem participar gratuitamente das oficinas transmitidas no DMTV, há a oportunidade de aprendizagem em laboratórios práticos e estágio, também no Diário da Manhã. Tudo isso tem contribuído para a formação dos alunos, que saem com uma formação diferenciada. Por meio dessa parceria, os alunos podem viver na prática o deadline, as situações que ocorrem no dia a dia do fazer jornalismo, do fazer publicitário”, destaca a professora.

Ana Maria - UniAraguaia

Read Previous

Cineclube apresenta duas produções audiovisuais goianas

Read Next

Observatório promove seminário sobre leis de proteção às mulheres