Projeto esportivo disponibiliza aulas de Karatê gratuitas

O projeto Educando através do esporte atende pelo menos 60 crianças e adolescentes no setor Cristina em Trindade.

JOÃO MESSIAS DE SOUZA

Com oito anos de existência, o projeto Educando Através do Esporte, do empresário e professor de karatê Welinton Ribeiro de Barros (Xexeu), já atendeu pelo menos 200 crianças e adolescentes na região leste de Trindade e formou 22 atletas faixa preta. O projeto começou em 2008, quando Welinton ainda competia com a faixa marrom, e hoje funciona com pelo menos 60 crianças e adolescentes, que treinam gratuitamente. A sede fica localizada na Academia Deay Fit, no Setor Cristina em Trindade.

Na academia, onde funciona o projeto, também treinam atletas que pagam mensalidade. Para participar de forma gratuita, o responsável pela criança ou adolescente precisa comparecer na sede do programa e conversar com Welinton, o candidato à vaga no programa tem de estar estudando e comprovar que é de baixa renda.

O programa é vinculado à Federação Esportiva Educacional Goiana de Karatê (FEEGK), que tem como presidente, Wellington Ribeiro. Ele explica que hoje por ser presidente da federação está menos burocrático para os atletas competirem nos campeonatos estaduais e nacionais, mas ressalta que o projeto precisa de incentivo e patrocínio de empresas privadas e principalmente do poder público.

“Precisamos de materiais esportivos e patrocínio para os atletas competirem em campeonatos nas outras cidades, além da necessidade deste projeto ser estendido para outros setores”, ressalta Xexeu. Ele diz que começou outro projeto de aulas gratuitas no Setor Maísa, em Trindade, e que teve participação de pelo menos 80 pessoas, mas acabou porque dava aula e tinha que cuidar do projeto no Cristina e era muito corrido.  “No começo, eu pagava um professor para dar aula, mas depois não pude pagar mais e fui dar aula, e estava muito corrido aí tive de fechar. Se tivéssemos apoio do poder público municipal teríamos continuado”, esclarece Wellington.

A Secretaria Municipal de Esporte Cultura e Lazer de Trindade afirmou que o projeto Educando Através do Esporte não recebe verba municipal, pois a secretaria ainda não foi procurada para dar entrada nas partes burocráticas necessárias. O professor rebate, e diz que já apresentou o projeto junto à prefeitura, mas até hoje não teve resposta.

A academia espera levar pelo menos um atleta do projeto para disputar as Olimpíadas no Japão em 2020. Segundo o professor Xexeu, por ter atletas que já ganharam vários campeonatos há chances de algum da FEEGK estar na lista da Confederação Brasileira de Karatê Interestilos (CBKI).

A escolha dos atletas para representar o País nos campeonatos internacionais é feita pela CBKI, em que a Confederação Brasileira faz um Ranking dos atletas que ganharam campeonatos estaduais e nacionais, além disso, o atleta tem de estar inscrito em alguma federação estadual vinculada à CBKI. Camila Santos de Souza, estudante e faixa marrom, é atleta do projeto e conta que “seria um sonho disputar os Jogos Olímpicos de Tóquio”, ela compete no projeto desde 2011, com 15 anos e hoje com 20 já ganhou vários campeonatos de Karatê, entre Goianos e Copa Trindade.

Araguaia Online - Equipe

Read Previous

FAZENDO POLÍTICA PARA AJUDAR A SOCIEDADE

Read Next

LUTA PELA MORADIA EM GOIÂNIA AINDA ACONTECE EM GRANDES PROPORÇÕES