O estilo hippie de ser

Nas calçadas do centro de Goiânia, envolvido com seus artesanatos, se encontra Francisco Legal, homem de 52 anos que tem um estilo bastante diferente e descriminalizado pela população, preconceito gerado pelo estereótipo que os hippies possuem de serem vistos pela população como moradores de rua ou usuários de drogas.

Com destaque nas ruas da capital, Francisco é residente da Cidade de Goiás, motivado pelo desejo de liberdade, ele adotou o estilo não importando com a discriminação e nem a forma de que as pessoas o olham, movido apenas pelo desejo de adquirir experiência em cada canto da cidade.

Questionado sobre motivo de continuar seguindo nesse estilo, “Alegre” (Nome no qual foi apelidado nas ruas), afirma que a liberdade o faz permanecer; “Não existe lucro, e sim sobrevivência de vivenciar esse mundo cruel diante a sociedade, o que me motiva é que hoje posso estar aqui, amanhã já não sei onde posso vivenciar esse ar”.

Cabisbaixo e não querendo se expor, “Alegre” evita falar de sua família, em especial a seus pais que estão falecidos, Francisco está em Goiás há 09 meses, e coloca em prática suas artes em frente ao Banana Shopping na Av. Araguaia em Goiânia.

Reportagem: Kaian Felipe, Kethllen Bianca, Milva Siqueira, Luiz Felipe

Araguaia Online - Equipe

Read Previous

Faculdade Araguaia realiza segundo encontro de curso de formação em educação inclusiva

Read Next

Como é a vida de um voluntário filantrópico?