XIV Cineclube acontece de forma inédita no Cine Cultura

Redação: Raquel Moura

Edição: Ana Maria Morais

Será exibido no próximo sábado, dia 14 de maio, as 8h30 da manhã, no Cine Cultura (Centro Cultural Marietta Telles Machado), localizado na Praça Cívica, dentro do XIV Cineclube Araguaia, o filme Medida Provisória. O evento é realizado pela Coordenação dos Cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda da UniAraguaia e terá como mediador Murilo Bueno, pesquisador do audiovisual e professor da UniAraguaia, e como debatedores Fabrício Cordeiro, Coordenador e programador do Cine Cultura, e Frederico Carvalho, pesquisador e realizador de audiovisual.

A professora Viviane Maia, coordenadora dos Cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, explica que o Cine Cultura fará essa sessão exclusiva no sábado para o Cineclube: “Um dos principais motivos da realização desta edição do Cineclube é apresentar o Cine Cultura para os nossos estudantes, pois é um patrimônio de nossa cidade. Que eles possam viver a magia daquele momento, daquele lugar.”

O filme se passa em um futuro distópico, quando o governo brasileiro decreta uma medida provisória, em uma iniciativa de reparação pelo passado escravocrata, provocando uma reação no Congresso Nacional. O Congresso então aprova uma medida que obriga os cidadãos negros a migrarem para a África na intenção de retornar a suas origens. Sua aprovação afeta diretamente a vida do casal formado pela médica Capitú (Taís Araújo) e pelo advogado Antonio (Alfred Enoch), bem como a de seu primo, o jornalista André (Seu Jorge), que mora com eles no mesmo apartamento. Nesse apartamento, os personagens debatem questões sociais e raciais, além de compartilharem anseios que envolvem a mudança de país. Vendo-se no centro do terror e separados por força das circunstâncias, o casal não sabe se conseguirá se reencontrar.  O longa é uma adaptação de Namíbia, Não!, peça de Aldri Anunciação que o diretor e ator Lázaro Ramos dirigiu para o teatro em 2011.

Karine do Prado, professora dos Cursos de Comunicação, também contou ao Araguaia Online sobre os motivos da escolha do filme e do local: “É uma graça poder prestigiar um filme que está em cartaz, e ainda poder realizar o evento em um cinema de rua, que muitos não conhecem e não sabem de sua acessibilidade. É um filme nacional, e sabemos que nosso cinema nacional ainda é pouco valorizado.” Karine destaca também a importância do enredo e dos personagens “é interessante observar que acontece em um futuro distópico, um futuro que pode estar tão próximo a nós, nos deixando em alerta. O personagem “Seu Jorge” é um Jornalista amador, registrando assim a importância do nosso senso crítico.”

O Cineclube será gratuito aos acadêmicos dos Cursos de Comunicação, e também aberto, com um valor acessível, ao restante do público que se interessar em assistir à sessão e participar do debate. A última edição do CineClube que foi aberta ao público ocorreu em 2010, com a exibição do filme Tropa de Elite 2: O inimigo agora é outro.

Ana Maria - UniAraguaia

Read Previous

UniAraguaia promove palestras online para formação de professores

Read Next

Curso de Gastronomia realiza a Semana da Gastronomia abordando os impactos da pandemia no segmento